Ouvir Texto Stop

O grupo de geração de renda do Caps de Dianópolis “Traçando Novos Caminhos”, foi destaque na 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental, em Brasília (DF), ao representar todos os Caps do Tocantins na Feira de Economia Solidária.

A exposição do projeto foi feita em estande, por duas representantes do Caps, a pedagoga Jânia Francisca Nepomuceno e a usuária, Marilene Cardoso dos Santos, entre os dias 11 e 14 de dezembro.

O prefeito José Salomão demonstrou a satisfação em ver o reconhecimento de um projeto tão importante da Gestão representar todos os Caps do Estado. “Foi uma imensa alegria receber a notícia da grandiosidade do projeto “Traçando Novos Caminhos”. A nossa marca de Gestão Humanizada se concretiza ao promovermos essa abordagem integrada e coordenada na prestação de serviços de saúde mental. Parabenizo toda a nossa equipe que se empenha em proporcionar um serviço humanizado aos usuários e que também gere trabalho e renda para eles. O nosso Caps agradece o reconhecimento”, destacou.

A coordenadora do Caps de Dianópolis, Jacinta Pinheiro, compartilhou a emoção de ser o único Caps representando o Estado. “Estamos honrados em sermos o escolhido para representar todos os Caps do Tocantins, através do grupo de Geração e Renda, Traçando Novos Caminhos. Este projeto é desenvolvido há 3 anos. Essa representatividade através das produções manuais, mostra o tamanho do potencial dos nossos usuários, quebrando tabus frente aos preconceitos voltados às pessoas com transtornos mentais. Todos nós somos capazes e temos habilidades incríveis”, disse.

“Em especial resalvo a admiração e respeito pela pedagoga Jânia Cardoso e pela artesã Lourdes Gomes, por serem responsáveis diretas pelo grupo Traçando Novos Caminhos. Nossos agradecimentos ao secretário de Saúde Israel Leite Furtado e ao prefeito José Salomão, pelo incentivo, respeito, e cuidado, para que tenhamos o melhor para oferecer aos nossos usuários”, declarou a coordenadora do Caps.

Grupo de Geração de Renda

A ação visa trabalhar a autonomia dos usuários do Caps, de forma a contribuir no processo de inserção e reinserção social, tendo em vista que, ainda nos dias atuais, há um estigma referente às pessoas portadoras de transtornos mentais.

Traçando Novos Caminhos: confecção de artesanatos - bordados em tecidos, pinturas, crochê, dentre outros. 

Feira de Economia Solidária

A Feira foi realizada na 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental, em Brasília (DF) com o intuito de dar visibilidade a iniciativas de geração de trabalho e renda, empreendimentos solidários e cooperativas sociais que atuem no âmbito da Rede de Atenção Psicossocial dos estados, com espaço para exposição e comercialização dos produtos produzidos na perspectiva de reabilitação psicossocial e econômica das pessoas com sofrimento e/ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas.