Ouvir Texto Stop

Prefeitura de Dianópolis firma parceria para implantação do projeto Techinclusão: Capacitação Tecnológica para a Transformação Profissional do Tocantins, no qual 150 jovens da cidade serão contemplados. O encontro aconteceu no gabinete do prefeito José Salomão, onde reuniu-se com representantes do projeto que envolve a inclusão social e a melhoria da trajetória laboral de pessoas entre 16 a 29 anos, com público-alvo definido.

O coordenador geral do projeto, professor George França, afirma que a estrutura institucional é da Universidade Federal do Tocantins e Ministério do Trabalho, do Governo Federal. A meta, segundo o projeto, é atingir 1400 pessoas, em cinco municípios tocantinenses: Palmas, Porto Nacional, Arraias, Dianópolis e Tocantínia.

“Como o próprio nome diz, o projeto se concentra na área de Tecnologia da Informação, como a profissão do futuro. Para além disso, trata-se de um espaço de reparação histórica e análise social, uma vez que há destinação especial de vagas para mulheres, pessoas negras, povos originários, estudantes da EJA e pessoas com deficiência”, afirmou França.

Entusiasmado com a notícia alvissareira, o prefeito José Salomão salienta que o projeto contribui sobremaneira para a política pública no Município. “Essa aproximação dos poderes na promoção de inclusão social e digital é essencial para o crescimento pessoal e profissional dos jovens da nossa cidade. Fico imensamente feliz em proporcionar a nossa juventude mais este acesso ao ensino e capacitação de qualidade”, destacou Salomão.

 

Pré-inscrição


Segundo a equipe que compõe o projeto, será criado um edital geral com todas as informações do projeto. Para os interessados no projeto, a equipe criou um link para realização da pré-inscrição. Basta clicar no link que será redirecionado para o site

 

Sobre o projeto


O projeto está em consonância com o Programa de Desenvolvimento Institucional (PDI) da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e busca promover a qualificação profissional, proporcionar a inclusão social e articular a formação com as dinâmicas da economia local.

Há no esboço, a metodologia ativa, prática, conteúdos atualizados e relevantes, avaliação e metodologia em projetos. “Buscamos oferecer uma formação que não apenas transforme suas vidas, mas também contribua para uma sociedade mais inclusiva e igualitária no Tocantins”, concluiu o professor George.

A previsão de início do curso está marcada para a segunda quinzena de abril deste ano.

 

Encontro
Estiveram presentes no encontro com o prefeito José Salomão, o secretário municipal de Administração e Patrimônio, Frederico Póvoa Aires, o coordenador geral do projeto, George França, o coordenador do polo de Dianópolis, Stânio Vieira, o coordenador de polos das cidades, Odilon Klin, o coordenador de apoio, Donat Christian e as mobilizadoras Nadisânia dos Santos e Andreia Nunes.