Aguarde, carregando...

350 cestas básicas são doadas à Semas para atenderem famílias carentes de Dianópolis; ação visa amenizar impactos da Covid-19

Dia 12/08/2021

Para ajudar famílias carentes e assistidas pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras), a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) recebeu, na tarde desta quarta-feira (11), a doação de 350 cestas básicas enviadas pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas).

O prefeito José Salomão esteve presente no momento e acompanhou algumas entregas feitas aos beneficiários cadastrados. "Essa doação de cestas básicas é extremamente bem vinda ao nosso município, pois ameniza a situação de algumas famílias que estão passando por necessidade. O Governo está sendo sensível neste momento, tendo em vista que não é a primeira vez neste ano que recebemos essa doação", pontuou.

A secretária de assistência social, Miralice C. Bezerra deixou os seus agradecimentos. "Essa é uma forma de demonstrarmos zelo por todas essas famílias carentes que tentamos atender. Nós que estamos neste trabalho diário sabemos o quanto é difícil essa realidade. Por isso, buscamos sempre recorrer a mais doadores, de forma constante, para que alcancemos o maior número de famílias atendidas", salientou.

Já a diretora do sistema único de assistência social, Hallana Magalhães, destacou que "esta ação está sendo feita de forma constante nos municípios, visando contribuir na alimentação de famílias vulneráveis", além de anunciar um 'manual' disponibilizado com orientações em relação aos cuidados com as cestas.

Estiveram presentes o prefeito José Salomão; a secretária de assistência social, Miralice C. Bezerra; a coordenadora do Cras, Valdivina Wolney; o diretor municipal de assistência social, Antônio Quirino; a diretora do sistema único de assistência social, Hallana Magalhães e os assessores do secretário Zé Humberto Marquez, Siqueirinha e Zé Roberto.

Ação Emergencial

De acordo com a Setas, a ação de entrega de cestas básicas, executada pelo Governo do Tocantins, teve início com o Decreto n° 6.070, de 18 de março de 2020, quando o governador Mauro Carlesse determinou situação de emergência no Tocantins, em virtude dos impactos da Covid-19. Os recursos são oriundos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep-TO) e de emendas parlamentares de deputados estaduais.