Aguarde, carregando...

PREFEITURA PARTICIPA DE REUNIÃO ACERCA DO CONSÓRCIO FORMADO PARA VIABILIZAR A IMPLANTAÇÃO DO ATERRO SANITÁRIO

Dia 20/01/2021

Para discutir a implantação do aterro sanitário, nesta terça-feira, 19, o prefeito José Salomão se reuniu com a secretária executiva do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável Vale do Rio Manoel Alves (Cids), Raquel Macedo e o secretário de Meio Ambiente, Turismo e Cultura, Magno Gledson Moura.

O Consórcio tem sido uma das medidas mais viáveis para viabilizar a implantação do aterro sanitário, que colocará os municípios participantes em conformidade com os parâmetros ambientais e com a legislação. Os municípios que atualmente compõem o Consórcio são: Dianópolis, Almas e Porto Alegre.

De acordo com Raquel Macedo, não se trata apenas de edificação. "Há outras políticas e outras demandas que talvez não sejam possíveis de serem feitas apenas pela Prefeitura. Temos vários outros pilares. Além disso, a adesão do prefeito Salomão irá agregar muito. O Consórcio está bem organizado e estruturado", frisa.

O secretário da Sematuc, Magno Moura, defende que a pasta é totalmente a favor. "Somos defensores da natureza. Se não resolvermos essa questão o quanto antes, os problemas tendem a se agravar. Nós vamos trabalhar para trazer o negócio e a evolução. Vai ser uma revolução ambientalista", pondera.

Empenhado com a construção do aterro sanitário, José Salomão frisa que isso é uma prioridade para a Prefeitura. "Temos muitos problemas com o lixão. Vamos buscar agilizar ao máximo. Temos uma possibilidade de coisas boas, tendo em vista que temos bons técnicos nas nossas pastas, para estarem à frente, além de melhorar a qualidade de vida dos moradores", explica o Prefeito.

Segundo Raquel, “a construção do aterro sanitário será feita em um terreno doado, localizado no município de Porto Alegre, o qual já se encontra na fase de georreferenciamento de sua área”. Assim que forem resolvidos os trâmites legais na área do terreno, será dado continuidade aos demais estudos técnicos necessários e o projeto será enviado ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) a fim de aguardar a liberação do recurso. É importante lembrar que mesmo após a sua implementação, o Consórcio ainda poderá receber outros municípios da região.

Em breve, será feita a reunião para empossamento de representantes dos três municípios, tendo em vista que em eleição já realizada, Almas ficou com a presidência; Porto Alegre com a vice-presidência e Dianópolis com o Conselho Financeiro.